Rio de Janeiro
Most viewed of Agenda Rio de Janeiro
Today  Sun, 20/04/2014
23:00 - Lapa - Lapa 40º
Ensaio Aberto da Mart'nália
22:30 - Leblon - House Of Music
Festa DFunk- se
10:00 - Laranjeiras - Favela Júlio Otoni
Favela Mix Cultural
103 people confirmed | 75% 25%
23:00 - São Conrado - G.R.E.S. Acadêmicos da Rocinha
CABARET DA VALESCA
? people confirmed | ? ?
20:00 - Gávea - Teatro Clara Nunes
Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos
View all
Where To Stay Rio de Janeiro
Leme
Abraço Carioca
O Abraço Carioca-Favela Hostel está localizado na comunidade Chapéu Mangueira. Os quartos e o terraço possuem uma vista incrível.
Catete
The Maze
Hotel na comunidade Tavares Bastos também abre pra shows e eventos.
Laranjeiras
Refúgio
A casa que abriga o Refúgio Hostel foi construída no final do século XIX, e encontrava-se sem função fazia algum tempo.
View all
Blog highlights Rio de Janeiro
Tue, 15/04/2014 - Cinelândia
Férias no Rio | Museu Nacional de Belas Artes
by Colaborador TodoRio

Um incrível espaço de 15.000 m² de pura arte. Um prédio de estilo eclético do final do século XIX. Inaugurado em 1908.

O prédio do Museu Nacional de Belas Artes foi construído no início do século XX com a intenção de abrigar a Escola Nacional de Belas Artes e uma pinacoteca formada com as obras trazidas da Europa por D. João VI. E em 1938, foi inaugurado o Museu Nacional de Belas Artes com a finalidade de abrigar coleções artísticas nacionais.

O passeio já começa assim! Repare a calçada da entrada. Um mosaico deslumbrante. E no primeiro passo além da porta. Eu que adoro um piso, imagine meu encantamento antes mesmo de começar a andar neste belo lugar. Foi um dos lugares mais incríveis que já visitei!!!

Óleo sobre tela Invocação à Virgem - Victor Meirelles, 1898. E agora começa nosso passeio, meu e seu, por um mundo de belas artes. Cada porta é um mundo, um estilo, uma época. Fiquei fascinada!

"A Arte de Cavalcante"
Exposição temporária. São 114 trabalhos do ilustrador carioca Paulo Cavalcante. Ilustrações em nanquim, esboços inéditos, objetos-esculturas e telas.

Que tal estas três caricaturas?? Roberto Carlos, Rita Lee e Romário.

"A Primeira Missa no Brasil", 1948
Candido Portinari

Produção fac-símile do original.
(Fac-símile = cópia ou reprodução exata da edição original. Incluindo escala, fontes de letras, diagramação e ilustrações) O Museu Nacional de Belas Artes recebeu doação de 205 obras de Candido Portinari que formaram herança do único filho do artista. O MNBA é o museu público com o maior número de obras do artista. Com 243 ao total. O museu empresta, por ano, mais de 200 peças de seu acervo.

Galerias das moldagens em gesso
Predominando as de esculturas clássicas-romanas.

O primeiro conjunto de moldagens chegou em 1837, quando ainda era a Academia Imperial de Belas Artes. Você não precisa ir a Paris para conhecer uma das mais famosas peças do Museu do Louvre. Basta visitar o MNBA, no Rio de Janeiro, para ver a Vitória de Samatrácia. Uma escultura de autor desconhecido encontrada em 1863. Uma obra inspirada na deusa Nice, dos náufragos e dos combatentes navais.

"Batalha dos Guararapes", Victor Meirelles, 1879
Obra encomendada pelo Governo Imperial em 1879. Para expor na Exposição Geral da Academia Imperial das Belas Artes.

E foi assim que fiz este passeio. Pisando, observando, apreciando e me encantando com tanta arte!! Simplesmente, encantada. Se você tiver oportunidade, visite!

 

por Adriana Ávila

- - -

Gosta de festas, música, dança, teatro e adora viajar. Fotografa cada momento de suas viagens como pode e conta tudo no seu blog. A carioca, que atualmente mora em Recife, veio passar suas férias no Rio e ser turista na sua própria cidade. 

 
Thu, 10/04/2014 - Praça Tiradentes
Real Gabinete Português de Leitura
by Colaborador TodoRio

O Rio de Janeiro continua lindo e no centro desta maravilhosa cidade, surge uma história em cada lugar por onde se passa. Aqui no Rio, os traços da cultura Portuguesa existem e vivem entre paredes antigas recheadas de conhecimento.

O Real Gabinete Português de Leitura, fica próximo da Praça Tiradentes num beco bem recolhido, onde se distingue como um monumento branco que é sinônimo de literatura e bom gosto arquitetónico. Aqui, sente-se Portugal no Brasil e toda a sua beleza vai de encontro aos lindos monumentos que tão próximos se encontram deste local (Theatro Municipal, Biblioteca Nacional, Catedral). Este espaço, de beleza arquitectónica extrema foi proveniente de um grupo de 43 emigrantes portugueses que queriam criar uma biblioteca para aumentar o conhecimento e as oportunidades na cidade maravilhosa.

A entrada é franca e basta deixar o nome para entrar. A vontade de fotografar assume-se e entre imagens e vídeos lá se vai tentando captar a alma que vive neste lugar. Portas trabalhadas, lindos lustres, tetos com desenhos e chão com contornos de diversas cores. Enfim, um mar de poesia e literatura que borda os contornos de arquitectura manuelina que aqui marcam presença.

A fotografia surge antes de se entrar no edifício, mantém-se na Sala principal e termina quando as suas portas se fecham. Ficar neste lugar sem fotografar é algo que custa até para aqueles que não se sentem com inspiração. Nesta linda Biblioteca existem peças que a tornam única. Uma estrutura tão imponente que faz sentir o peso da História que por aqui passou.

Olhando para cima surge um enorme vitral, onde a luz passa e deixa toda a iluminação à sua responsabilidade, assumindo-se como um dos centros de beleza visual deste lugar. Junto a ele, um lustre de grandes dimensões e imensa luz ajuda a que a biblioteca seja um local para se estudar, ler, tudo menos falar. Aqui o silêncio é ensurdecedor.

A Sala é quadrada. Com várias mesas presentes de forma organizada. Rodeada de milhões de livros que a percorrem em cada parede, paredes essas forradas de cultura portuguesa e obras literárias raras. Nesta biblioteca está presente uma obra que é tão bem estudada em Portugal e no mundo - a edição "prínceps" de "Os Lusíadas".

Ao fundo e em frente encontramos um imponente busto - Luís de Camões – um dos mais importantes poetas de Portugal.

Aqui tudo parece grande como se entrássemos num mundo irreal de paisagens de outrora, de cultura infindável e de uma nobre missão de ajudar e disponibilizar democraticamente todos os livros ao povo.

Com uma luz bem definida surge uma porta para o centro do Rio. A porta de saída desta biblioteca de Camões é difícil de passar pela quantidade de informação que queremos ficar e não esquecer. Passando por ela, há sempre uma coisa com que vamos ficar – A saudade do antigo e da literatura portuguesa que enriquece a história do nosso Rio de Janeiro e deste lugar.

Por Carina Alentado

- - - 

Portuguesa, apaixonada pelo Rio de Janeiro. Escrever é para ela recordar e fotografar é sua a nova forma de se expressar. Gosta de viver na cidade maravilhosa e das alegrias que as suas paisagens lhe transmitem. A dança e a gastronomia são os seus momentos de descontração. Adora o otimismo com que se fala no Rio. "Valeu" é a expressão que mais gosta de utilizar e agradece todos os dias a oportunidade de aqui ficar.

 
Tue, 18/03/2014
Caminhos: Uma Intervenção Urbana
by Joana Medina

O premiado espetáculo de rua "Caminhos: Uma Intervenção Urbana" tem nova temporada no Rio com 16 apresentações em 8 bairros da cidade, de março a junho.

Em cada espaço escolhido para as apresentações, o público receberá um aparelho de MP3 player meia hora antes do início do espetáculo. Todos apertarão o Play ao mesmo tempo, para transitar por um percurso pré-determinado, onde as cenas irão acontecendo, com os atores, durante 45 minutos.

A novidade para este ano é que o público poderá acompanhar a trilha sonora da peça pelo próprio smartphone, através do aplicativo criado pela Cia EnvieZada. Quem preferir poderá baixar a trilha sonora de Caminhos em seu próprio celular, Ipod ou MP3, bastando acessar o site.

O espectador será convidado a “ouvir” a sua cidade, o seu cotidiano, o seu entorno e a observar seu meio de outro ângulo. O espetáculo, dirigido por Zé Alex, é uma incursão pelas relações entre cotidiano, homem e cidade; uma proposta para tirar o público de sua zona de conforto e levá-lo para além do espaço cênico convencional; uma convocação para uma experiência sociológica e antropológica.

Programação

MARÇO

SANTA TERESA - 22 e 23 de março | às 15h
saída: Centro Cultural Laurinda Santos Lobo – Rua Monte Alegre n° 306

CENTRO - 27 e 28 de março | às 12h
saída: Teatro Glauce Rocha – Av. Rio Branco N° 179

 

ABRIL

MÉIER - 4 e 5 de abril | sexta, às 16h e sábado, às 12h
saída: Imperator – Centro Cultural João Nogueira – R. Dias da Cruz N° 170

COPACABANA - 12 e 13 de abril | às 14h
saída: SESC Copacabana – R. Domingos Ferreira 160

 

MAIO

TIJUCA - 09 e 10 de maio | sexta, às 16h e sábado, às 12h
saída: Praça Saens Pena – esquina da Rua Soares da Costa

PAVUNA - 16 e 17 de maio | sexta, às 14h e sábado, às 12h
saída: Praça Copérnico – ao lado da estação do Metrô da Pavuna

JACAREPAGUÁ – 23 e 24 de maio | sexta, às 14h e sábado, às 12h
saída: FREGUESIA – na Estrada de Jacarepaguá N° 7.544 (em frente ao Botequim do Itahy)

LGO DO MACHADO – 31 de maio e 1° de junho | às 12h
saída: OI FUTURO – Rua Dois de Dezembro N° 63

 
Mon, 10/03/2014 - Copacabana
Princesinhas do Mar
by Pedro Landim

Princesinha do Mar é Copacabana, mas poderia ser também uma empada que cabe na palma da mão, a quatro quadras da praia cantada nos célebres versos de Braguinha.

Na parte de baixo do balcão, chernes e namorados encaram o freguês, imersos no gelo. Em cima, sempre quentinhas e douradas, lá estão elas, produzidas em único sabor: camarão.

A massa derrete na boca, revelando exemplar do crustáceo rosado e fresco, em ambiente cremoso de caldo tirado das cabeças do próprio, bem temperado e comportando uma azeitona preta com caroço.

Há quem devore meia dúzia na sequência e ainda leve algo para viagem. É fato que a conta certa para um chope gelado na tulipa são pelo menos duas.

A receita da massa é segredo bem guardado, mas sabemos que leva banha e margarina, estilo que deixa de lado qualquer resquício de correção política em nome do que realmente importa num legítimo balcão de bar. A saber, o sabor.

Como coadjuvantes das empadinhas há bons pastéis de camarão e siri, camarões empanados, gurjões de peixe e patinhas de caranguejo à milanesa. Estas, são vendidas também congeladas, para o freguês decidir em casa o que fazer.

Sinfonia

Mistura de bar e restaurante, O Caranguejo tem mesas de plástico com toldo na calçada e salão separado da rua por grades de madeira, onde os pratos da casa desfilam bem servidos.

Para toda e qualquer gripe ou ressaca, a sopa Leão Veloso é praticamente uma caldeirada, repleta de frutos do mar em pedaços no prato ou na caneca.

E a Sinfonia de Frutos do Mar merece atenção: lagosta, camarão VG frito, camarão médio à milanesa, cherne, polvo, lula, trilha e ovas de peixe, tudo grelhado e servido com arroz de brócolis e pirão. Sai por R$ 250 e alimenta quatro pessoas, meia porção a R$ 150 (preços de setembro de 2013).

As empadas de camarão do Caranguejo, de qualquer forma, são como a tardinha ao sol poente do poeta: deixam sempre uma saudade na gente.

Pelo vidro embaçado do balcão, parecem até sonho…

 

O Caranguejo. Rua Barata Ribeiro 711, Copacabana (2235-1249). Diariamente, das 8h às 2h. Aceita todos os cartões.


Por Pedro Landim

----

Carioca, jornalista e militante nas áreas de cultura e gastronomia, Pedro Landim está sempre falando de comida.

Repórter do jornal O Dia, autor do blog Boca no Mundo e cozinheiro de fim de semana, atua como jurado em prêmios como o Comer & Beber, da Veja Rio, e o concurso Comida di Buteco.   

View all
Map Rio de Janeiro
TodoRio.com © 2014 . Terms of use . Privacy policy . Notifications