E-mail
 
You are here:Rio de Janeiro
Blog
Wednesday, 01/08/2012
by Joana Medina

Fondue e Sopas
Lugares mencionados:

Com o inverno, mesmo esse mais quente do Rio de Janeiro, surge também a vontade de variar o menu e nada combina mais com a estação do que fondue. Seja de queijo, carne, frango, frutas ou chocolate, reunir os amigos em volta da panela é, acima de tudo, um agradável e aquecido programa para o fim de semana. No Rio de Janeiro, para se deliciar também com sopas e caldos é preciso aproveitar qualquer pequena queda de temperatura.

No Otto, o Festival Anual de Fondue chega a sua 8ª edição. Em sequência são servidos o fondue de queijo, seguido do de três filés - mignon, javalli e frango - e encerra com o de chocolate. O cliente também tem a opção de pedir separadamente cada um, nesse caso, tem fondue de filé de avestruz, de mini salsichas alemãs e leberkase, entre outros.

Já a Casa da Suíça aposta no fondue de Linguado, no qual o peixe é cozido no vinho branco e temperado com especiarias. Para o acompanhamento a sugestão é a batata suiça - roesti. O restaurante Yumê é mais ousado e durante o mês de agosto serve fondue de jacaré.

Perfeito para um jantar romântico, o restaurante Hansl tem o delicioso fondue que serve duas pessoas, além de uma linda paisagem. Entre os destaques estão o fondue de frutos do mar - com  camarão, salmão, kani, peixe do dia e lula - e o de salsichas alemães. O cliente ainda escolhe se quer no azeite, ou vinho, ou azeite trufado.

No Uva, Vinho & Cia, o fondue também serve duas pessoas. A diferença é este oferece rodízio - composto de fondue oriental de carne e frango, suíço e chocolate. Os salgados vem acompanhados de batata rostie.


Outras casas que também servem fondue

 

No quesito sopas e caldos, o restaurante Grégora é referência. Seu caldinho de feijão e seu caldo de abóbora com gengibre são famosos. 

Quem também embarca nas sopas é o Capriccio. De 4ª a 6ª, a partir das 18h, o restaurante oferece rodízio de caldos, cremes e sopas.

Comments
Click here to login and comment.
Other Blog
Thu, 24/07/2014
Rolé Carioca 2014 - by Joana Medina

O Rolé Carioca está de volta em 2014 com novidades e surpresas. Esse ano, os passeios vão acontecer pelos bairros Botafogo, São Cristóvão, Região Portuária, Meier, Praça XV-Castelo e mais um bairro que só será revelado mais pra frente.

Dessa vez, o público que acompanhar os professores da Universidade Estácio poderá entrar em locais de importância histórico-cultural para o Rio e o Brasil.

Para participar dos passeios, não é necessário fazer inscrição, basta aparecer no dia, horário e local marcados, é gratuito.

O Rolé Carioca, projeto realizado pelo Estúdio M’Baraká e a Estácio, em sua segunda edição, propõe uma viagem no tempo por bairros históricos do Rio que traduzem a alma da cidade além da visão poética “praia e sol”. A ideia é desvendar os detalhes e nuances que passam despercebidos. Para mostrar os diversos atrativos desse “Lado B” do Rio, professores do curso de História da Estácio elaboraram roteiros para passeios gratuitos por seis bairros.

Os eventos são realizados preferencialmente no último domingo de cada mês, mas em outubro, em virtude das eleições, o passeio no bairro surpresa está marcado para o dia 19. Além disso, o encerramento do Rolé Carioca 2014 será feito em 25 de janeiro de 2015, com a visita à Praça XV e o Castelo. Em dezembro não haverá passeio, por causa das festas de fim de ano.

Os pesquisadores

Rodrigo Rainha
É Coordenador do curso de História da Estácio no Rio de Janeiro e doutor em História Comparada pela UFRJ. É professor do Departamento de História da Universidade Estácio, tem diversos artigos publicados no meio cientifico e costuma levar, sempre que pode, a História para as ruas e rotina das pessoas. Neste projeto é responsável pela pesquisa de conteúdos, é professor-guia nos 6 roteiros e produz textos para cartilhas.

William Martins
É Doutor em História pelo programa de pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGHIS/UFRJ). Mestre em História Social pelo PPGHIS/ UFRJ (2004). recebeu menção honrosa no Prêmio de Pesquisa Professor Afonso Carlos Marques dos Santos 2006 do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro com o trabalho “Paschoal Segreto: ‘ministro das diversões’ do Rio de Janeiro (1883 - 1930)”. Atualmente é professor e coordenador pedagógico nacional de História da Estácio. Neste projeto é responsável pela pesquisa de conteúdos e é um dos professores-guia nos 6 roteiros.

 

Locais, datas, horários e pontos de encontro

Botafogo – 27 de julho, de 9h às 12h
Ponto de encontro: Praça Nelson Mandela

São Cristóvão – 31 de agosto, de 9h às 12h
Ponto de encontro: saída do metro de São Cristóvão – porta da Quinta da Boavista

Região Portuária – 28 de setembro, de 9h às 12h
Ponto de encontro: em frente ao museu MAR

Bairro surpresa – 19 de outubro, de 9h às 12h

Meier – 30 de novembro, de 9h às 12h

Ponto de encontro: Praça Agripino Grieco – Rua Dias da Cruz

Castelo - Pça XV – 25 de janeiro, de 9h às 12h
Ponto de encontro: Praça XV em frente ao Paço Imperial.

 
Sun, 13/07/2014
1º Festival de Inverno CADEG - by Joana Medina
O Mercado Municipal do Rio – CADEG - prepara mais um festival gastronômico para agradar o paladar do público nessa estação. Entre os dias 18 de julho e 2 de agosto acontece o 1º Festival de Inverno com pratos tradicionais, novidades, queijos, vinhos e cervejas. A festa de encerramento conta com show de jazz, desfile, exposição e muito mais.

Participantes:

A Gruta São Sebastião servirá o Bacalhau Moda do Porto (lombo de bacalhau assado com ovos, cebola, alho, azeitonas e batata portuguesa – R$ 131,00 – para duas pessoas) com acompanhamento grátis de uma garrafa do vinho tinto Português Outeiro São Romão para ser consumido junto com o prato.

O Espetáculo preparou duas sugestões. A primeira é um menu completo: De entrada, um mix de queijos Marília, de prato principal uma deliciosa Alcatra Recheada com queijo acompanhada de arroz à brasileira, batata portuguesa e molho à campanha escoltado de duas garrafas da cerveja Therezópolis Gold. Para fechar, banana na brasa de sobremesa (R$ 109,80 – para duas pessoas). A segunda opção é um petisco de Joelho de Porco na brasa – joelho de porco semidefumado recheado com palmito de pupunha – harmonizando com duas garrafas de Paulaner Naturtrüb (R$ 59,80 – para duas pessoas).

Empório Quintana participa com o Tornedor de Mignon (220g de filé mignon com risoto de tomate pelado, coroado com presunto de parma – R$ 43,90 – prato individual).

O Empório Gourmet Show traz dois menus como sugestão para seus clientes com entrada, prato principal, vinho e sobremesa. O primeiro é composto de mix de queijos Marília como entrada, T-Bone de Cordeiro à moda Empório com purê de batata baroa e molho chimichurri de prato principal harmonizando com uma garrafa de vinho grego Thalassa Cabernet Sauvignon e de sobremesa banana grelhada (R$ 159,80 – para duas pessoas). A segunda alternativa é o Mix Francês. Compõe de entrada um mix de queijos Marília, de prato principal a Picanha Suína grelhada com guarnição à francesa servida com uma garrafa de vinho francês Prestige Rosé e banana grelhada de sobremesa (R$ 139,80 – para duas pessoas).

O Costelão do Cadeg apresenta a Paleta de Cordeiro (paleta de cordeiro marinada em vinho branco e ervas finas, arroz de brócolis, batata corada, molho da casa e salada da casa – R$ 119,90 – para duas pessoas).

O Barsa do chef Marcelo Barcellos participa com o Risoto para Giovanni (risoto de ossobuco de cordeiro ao vinho com mix de cogumelos frescos, trabalhado com arroz arbóreo – R$ 126,00 – para duas pessoas).

O Brasas Show Galeteria serve um menu composto de entrada, prato principal, vinho e sobremesa chamado de Menu Uruguaio. Faz parte um mix de queijos Marília, de prato principal o Bife de Chorizo uruguaio acompanhado de purê cremoso harmonizando com uma garrafa do vinho Casa Perini Tannat e de sobremesa banana na brasa (R$ 129,80 – para duas pessoas).

 

Festa de encerramento |  dia 02/08/2014.
Programação:
Desfile de moda: 19h às 19h30
Lançamento de livro: 20h30 às 21h30
Desfile de moda do projeto EcoModa: 21h30 às 22h
Exposição da designer gráfica Bruna Baars: 18h às 23h
Música ambiente: 18h às 23h

 
Tue, 01/07/2014 - Zona Portuária
Pedra do Sal - by Colaborador TodoRio

Tantos são os locais no Rio de Janeiro onde se sente a filosofia carioca. Fui convidada a experimentar um lugar onde o Morro foi feito de Samba e onde não se deixa o Samba morrer. A Pedra do Sal fica bem próxima do Porto Maravilha, na Praça Mauá, na Boca do Morro da Conceição. Um local onde a história ocupa lugar. Em tempos antigos, numa altura onde o mar banhava este morro, aqui se descarregava o Sal proveniente da Europa. Do Sal passou-se ao comércio de escravos e do comércio de escravos já na fase de abolição da escravatura passou-se a fazer deste lugar uma pequena África no Centro do Rio de Janeiro. Os ex-cravos deram uma nova vida a esta Pedra. Aqui levaram a alegria das suas raízes e proporcionaram momentos onde a dança e a música negra imperavam. Há quem diga que foi aqui que o samba deu os primeiros passos, que aqui nasceu o samba urbano carioca, os sambistas, os antigos ranchos carnavalescos até o próprio Carnaval. 

Por dentro de uma rua antiga vai-se olhando para as paredes, para as pinturas que avivam a alegria deste lugar. O cinza das escadas, da pedra, do chão contrasta com as cores vivas dos desenhos presentes em volta da Pedra. Desde o senhor que toca cavaquinho de forma alegre e humilde, os pássaros desenhados num branco que prova que o amor aqui se traz, até à placa onde se lê a história da Pedra que faz com que os mais curiosos dêem sentido ao lugar onde estão. Começando a ver os desenhos nos edifícios laterais, temos junto a eles um conjunto de escadas do lado esquerdo que permitem chegar ao edifício onde as aulas de samba se dão, onde em tempos de grande agitação e roda de samba, se tem uma perspectiva ampla de todo esse lugar.

No edifício das aulas de Samba os desenhos que nele existem têm mensagens de liberdade, de vida e de igualdade. Mensagens que convidam qualquer um a entrar. No meio, junto à Pedra, é desenhada a roda de samba que juntamente com os bares que nela se fundem animam as Sextas-Feiras. Do lado direito a Pedra íngreme sobe bem alto até aos prédios que fazem parte desta sua arquitectura. Em dias de roda de samba, esteja sol ou até mesmo chuva nada impede de se ouvir um bom samba de raiz que faz os cariocas e turistas animar. A Pedra de cinzenta passa a estar cheia de pessoas que todas juntas cantam em coro a música que a roda vai entoando. O acompanhamento está feito. Centenas de pessoas se encantam e se juntam ao bom espírito presente nesta Pedra. 

Todas as terças-feiras é dia para aprender um pouco do Samba de Raiz. As aulas do Batuque do Wagninho são abertas a todos, independentemente do género, classe social, cor, estilo e país. Aqui o samba é de todos e a democracia de quem o ensina prova que não há limites nem barreiras culturais para aprender. A contribuição é ajustada ao que se aprende (20 reais por aula) e a liberdade que ali se sente faz das terças-feiras uma boa rotina difícil de se quebrar. Pode já saber-se muito, pouco ou até nada, no entanto, nestas aulas de convívio multicultural aprende-se a história de sons de tempos antigos que por ali passaram.

Nestas aulas, os Instrumentos Tradicionais Brasileiros brilham e fazem a festa dos que ainda estão a aprender. Os pandeiros, em grande número, assumem o papel de agitar a galera colocando a vontade de sambar nos seus pés. Os Tamborins marcam o ritmo, num passo agitado e bem coordenado. O cavaquinho é solista e denota-se no grupo. As vozes aprumam-se para cantar o Samba da Liberdade. Desce-se as escadas, faz-se a roda na pedra e sente-se que o Samba de Raiz liga-se mais uma vez a este lugar. Onde o Samba não tem cor e onde o Samba faz as delícias de quem o quer ouvir e tocar.

 

Por Carina Alentado

- - -  

Portuguesa, apaixonada pelo Rio de Janeiro. Escrever é para ela recordar e fotografar é sua a nova forma de se expressar. Gosta de viver na cidade maravilhosa e das alegrias que as suas paisagens lhe transmitem. A dança e a gastronomia são os seus momentos de descontração. Adora o otimismo com que se fala no Rio. "Valeu" é a expressão que mais gosta de utilizar e agradece todos os dias a oportunidade de aqui ficar.

 

 
Tue, 20/05/2014 - Santa Teresa
Parque das Ruínas - by Colaborador TodoRio

Com um grupo de amigos, seguimos a ladeira de Santa Teresa rumo ao Parque das Ruínas.

Lá mesmo, beeeem no alto!!
Subimos a pé, nos deliciando com o clima do bairro.

Não foi dificil chegar, o caminho é simples e bem sinalizado. Pela escadaria do Selarón, subimos a ladeira e outra ladeira e outra ladeira..rs.

Ótimo passeio, principalmente cultural.
No Parque das Ruínas há muitas atividades culturais... principalmente musicais. Vale a pena conhecer, se divertir, se deliciar com a vista ...e detalhe, de graça!

O Parque das Ruínas, situa-se no terreno de um casarão que que já recebeu pessoas ilustres como Villa Lobos e a dançarina Isadora Duncan em sua época áurea, no início do século 20. Hoje recuperado e possui um mirante com vista magnífica para a cidade do Rio de Janeiro e Baía da Guanabara.

por Dadá Ferreira

- - -

Carioca, blogueira do Foco da Coruja, amante da fotografa e apaixonada pela cidade maravilhosa. Através de seu blog, ela divulga lugares encantadores com super dicas .

 
Fri, 16/05/2014 - Copacabana
Forte de Copacabana - by Colaborador TodoRio

Aproveitando uma bela caminhada pelo calçadão de Copacabana em direção à Pedra do Arpoador somos surpreendidos pelo Forte de Copacabana. Um lindo arco branco de forma medieval permite a passagem por este trabalhado castelo que sem porta, abre as suas paisagens ao nosso coração. Com R$ 6,00 ou menos, cada um tem a oportunidade de conhecer o outro lado de Copacabana.

Após a entrada, uma estrada de pedra acompanha a curiosidade de cada um. Por ela somos convidados a olhar para a magnífica paisagem, para as pessoas, para os museus. Parece que chegamos a um mundo de História que está protegido pelo seu arco triunfante. Num dos lados, a linda Praia de Copacabana é vista de uma ponta a outra. Aqui também é possível ver, os Morros, o Bondinho, o Leme e os Hotéis que fazem parte da Orla. Neste lado do Forte, temos um muro que dá para o mar. Aqui, a agitação é muita. Os surfistas que dominam as suas ondas e os adeptos do Stand Up Paddle, tornam esses esportes os mais presentes nesta paisagem. Neste mar de todos, neste mar de gente que com vários movimentos navegam por mares que poucos se arriscam a navegar.

Ao longo da estrada de pedra, ainda deste lado, vêem-se vários pássaros no céu que com as asas bem abertas tentam a sua sorte neste mar de Copacabana. A cidade maravilhosa do Rio de Janeiro, cheia de encantos mil, faz deste lugar uma parada obrigatória para turistas, residentes, famílias, namorados, enfim, um mar de gente que aqui encontra inspiração e história para mais tarde contar.

Voltamos a direção da bússola da nossa visita para o outro lado da rua. O museu do forte e os dois cafés que aqui existem tornam a visita mais doce. A Confeitaria Colombo e o Café 18 aceitam com enorme entusiasmo os pedidos dos seus visitantes. O requinte e o bom gosto decoram o espaço desta conceituada Confeitaria. Aqui, as mesas já estão previamente destinadas. Existe sempre a possibilidade de levar, esperar ou mais tarde voltar.

No fundo da rua está o "Forte". Monumento com características singulares, com calçada de diversos tipos, leva-nos a uma viagem militar pelos subúrbios de suas profundezas. O lugar é frio, paredes brancas, grades e chão com vestígios de calçada. Neste forte o sistema defensivo estava pronto para os inimigos que inesperadamente decidissem ameaçar. Nele podem-se encontrar mísseis, máquinas, canhões que actualmente inactivos poderiam outrora manifestar-se contra os invasores. Subindo a escadas, temos acesso a um outro nível - a Cúpula dos Canhões. Uma visão ampla das diversas zonas de Copacabana. Num dos lados a Orla, ao fundo o Bondinho, em frente os canhões que próximo do azul do mar se destacam. Do lado direito a vista para o Arpoador. Nesse lugar lindo onde o pôr do Sol de Ipanema toma forma e lugar.

A união da cidade com a natureza, da história com a atualidade, da arquitetura antiga com os hotéis da Orla, do esporte com a calma do mar, do deslumbramento da paisagem com a vontade de ficar fazem deste lugar um bom lugar para se estar.

 

Por Carina Alentado

- - - 

Portuguesa, apaixonada pelo Rio de Janeiro. Escrever é para ela recordar e fotografar é sua a nova forma de se expressar. Gosta de viver na cidade maravilhosa e das alegrias que as suas paisagens lhe transmitem. A dança e a gastronomia são os seus momentos de descontração. Adora o otimismo com que se fala no Rio. "Valeu" é a expressão que mais gosta de utilizar e agradece todos os dias a oportunidade de aqui ficar.

 

 
Mon, 12/05/2014 - Lapa
Circuito do Feijão no Rio Antigo - by Joana Medina
Na semana de comemoração da Abolição da Escravatura, o Polo Gastronômico Novo Rio Antigo realiza, o Circuito do Feijão no Rio Antigo. Entre os dias 12 e 17 de maio, 16 casas da região participam do circuito com receitas especiais de feijoada ou caldinho de feijão.

Confira os pratos e os participantes:

Adega do Pimenta (Praça Tiradentes, 6 | 2507-5293)
com a Feijoada Alemã
:: R$ 54,80 (serve 2 pessoas)
:: o prato é servido: sexta e sábado

Bar Nova Esperança (Rua do Senado, 35 | 2508-9203)
Feijoada
:: R$ 36 (serve 2 pessoas)
:: o prato é servido: quarta e sábado

Bar Sokana (Avenida Mem de Sá, 45 | 2232-0884 / 2567-7082)
com Caldinho de Feijão
:: R$ 14,50
:: prato é servido: de terça a domingo

Botequim Docari (Rua do Lavradio, 206 – Loja C | 2508-9203)
com Feijoada
:: o prato: R$ 3,29 (100gr)
:: o prato é servido: sexta-feira

Cachaçaria Mangue Seco (Rua do Lavradio, 23 | 3852 1947)
com Feijoada
:: R$ 38,00
:: o prato é servido: de segunda a sábado

Café Thalia (Praça Tiradentes, 17 | 2533-7840)
com Feijoada
:: R$ 2,49 (100 gr.)
:: o prato é servido: quinta

Cantinho do Senado (Rua do Lavradio, 50 | 2509-0535)
com Feijoada
:: R$ 48,00 (serve 2 pessoas)
:: o prato é servido: sexta e sábado

Carioca da Gema (Avenida Mem de Sá, 79 | 2221-0043)
com Caldinho de Feijão
:: R$ 5,20
:: o prato é servido: de segunda a sábado

Confeitaria Colombo (Rua Gonçalves Dias, 32 | 2505-1500)
com Feijoada
:: R$ 77,00 p/p com buffet de saladas, feijoada e sobremesas. Bebidas a parte e 10% opcional.
:: o prato é servido: sábado

Hotel Monte Alegre (Rua Riachuelo, 213 | 2277-7300)
com Feijoada
:: R$ 35,00 (Incluindo sobremesa)
:: o prato é servido: sexta-feira

Matriarcado (Rua da Lapa, 123 Loja A | 2221-1885)
com Feijoada
:: R$ 39,00
:: o prato será servido: segunda a sexta

Quintal Carioca (Rua do Lavradio, 25 | 2507-8044)
com Feijoada
:: R$ 31,90
:: o prato será servido: sexta-feira

Rio Scenarium (Rua do Lavradio, 20 | 3147-9000)
com Caldinho do feijão
:: R$ 12
:: o prato será servido: terça a sábado

Rio’s Presidente Hotel (Rua Pedro I, 19 | 2123-5900)
com Feijoada
:: R$ 43,00
:: o prato será servido: sexta-feira

Santo Scenarium (Rua do Lavradio, 36 | 3147-9007)
com pastelzinho de feijoada
:: caldinho de feijão R$ 12,00 (dois pastéis)
:: o prato será servido: terça à sábado, à partir das 17h

Sarau Rio (Avenida Mem de Sá, 64 | 2508-7154)
com Feijoada
:: R$ 29,80 (self service)
:: o prato será servido: Sábado

 
Fri, 09/05/2014 - Glória
Exposição Ron Mueck - by Colaborador TodoRio
Com esse tempinho fresco é bem difícil sairmos de casa, concordam?

Pois é, mas há diversos programas (principalmente culturais) em nossa cidade para contemplarmos com esse clima. Fui admirar uma exposição que esta fazendo sucesso pelas obras incrivelmente realistas do grande artista Ron Mueck, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM.

São nove esculturas feitas de resina, fibra de vidro, silicone e acrílico. Três novas esculturas são exibidas pela primeira vez: dois adolescentes na rua, uma mãe com seu bebê e um casal de idosos na praia.

Espero que tenham apreciado a matéria e de alguma forma despertado o incentivo de conhecer as obras desse mega artista. Uma dica!! Comprem os ingressos antecipadamente (se puderem) pela internet.

A procura é grande e a fila é monstruosa!!! Dei a maior sorte nas fotos, pois a aglomeração de pessoas ao redor das obras é muita e dificulta o trabalho fotográfico.

por Dadá Ferreira

- - -

Carioca, blogueira do Foco da Coruja, amante da fotografa e apaixonada pela cidade maravilhosa. Através de seu blog, ela divulga lugares encantadores com super dicas . 

 
Wed, 30/04/2014
Festival 100 em 1 - by Joana Medina
No dia 04 de maio, domingo, o projeto 100 em 1 chega à cidade maravilhosa levando alegria e arte para as ruas, buscando incentivar a voz ativa do povo carioca através de ações de cidadania. Em um único dia o evento traz para as ruas do Rio de Janeiro 100 formas de intervenções, onde o importante é que cada cidadão demonstre seu amor pela cidade e pelo próximo, levando para a comunidade ao seu redor as mudanças que gostariam de ver no mundo. Peças de teatro, apresentações musicais, oficinas sustentáveis, murais de arte ou até mesmo um simples abraço podem fazer parte das manifestações.

Para participar é fácil, todos estão convidados a inventar e se reinventar com pequenos atos que fazem toda a diferença. Basta criar um projeto e enviá-lo para o email queroser1@100em1rio.com.br. Cada participante receberá um kit com camisa e cartaz e estará pronto para fazer sua intervenção. Simples e colaborativo. No dia do evento, o público receberá um mapa com os locais onde acontecerá cada atividade.

INTERVENÇÕES:

Praia Acessível ADAPTSURF
Atividades gratuitas de esporte e lazer adaptados na Praia Acessível, com acessibilidade e surf adaptado para pessoas com deficiência de todas as idades.
:: Praia do Leblon, em frente ao posto 11
:: 9h às 14h

AMORIFIQUE-SE
Construção de um Mural de Mensagens de amor, onde as pessoas que passam pela intervenção são convidadas a deixar qualquer mensagem de amor presa no mural e em troca, recebem outra de presente do coletivo Amorifique-se. Além disso, exposição de grafite ao vivo, ligando a arte urbana com a importancia de espalhar o amor pela cidade. 
:: Av. Atlântica, Posto 4
:: 10h

Diz quem é maior que o amor
Para acabar com o nosso estresse e mau humor diário por causa da dificuldade de acessar os nossos meios de transportes, seja trem, metrô, a pé, carro e ônibus, um pouco de arte distribuida em folhetos.
:: Metrô
 :: 14h às 16h

Plantando amor
No dia 4 de maio, a Bianca Tasca estará espalhando mudas pela cidade com o bilhete: leve e plante com amor.
:: Flamengo
:: 10h

Brinquedos bem bolados
A empresa Bolei, de design focado em materiais reutilizados fará uma oficina de aviãozinho de papel reutilizado e de bolhas de sabão com garrafas PET para crianças de todas as idades.
:: Posto 12 - Praia do Leblon
:: 9h

Abraços Grátis
Durante o festival, Clara Esperança junto com amigos irão Abraçar pessoas, árvores, prédios históricos, animais e tudo e todos que quiser um pouco de amor.
:: Aterro do flamengo
:: 9h

Por um domingo mais doce
Domingo é dia de descanso pra boa parte da população. Menos para a turma que continua a todo vapor, trabalhando nos shoppings, restaurantes, lojas... Pensando nessa turma que dá um duro danado, a Confraria Colherada Carioca propõe o seguinte: que tal fazer o domingo dessas pessoas mais doce? Para simbolizar a iniciativa, vamos distribuir 500 brigadeiros para quem estiver trabalhando.
:: Feira de São Cristovão, Laranjeiras, Largo do Machado e Barra da Tijuca
:: 11h

Disritmia | Música Brasileira ao Ar Livre
Imagine uma festa de música brasileira, pós-praia, à beira-mar, de graça. Essa é a Disritmia, que há dois verões ocupa a Pedra do Leme com sets brasileiros comandados pela DJ Lili Prohmann. A festa é a cara do Rio e é considerada a sensação do verão carioca. Um evento livre, ao ar livre. No Rio, à beira-mar...
:: Praça do Leme
:: 16h20

Poesia no Metrô
Recital de poemas e cronicas de autores conhecidos e desconhecidos em saídas do metrô da cidade recitadas por Douglas Oliveira de Albuquerque Maranhão.
:: Saída do metrô General Osório e saída do metrô Botafogo.
:: 14h às 15 (G.O.) 16h às 17h (Botafogo)

Amores de Rio
No dia 4 de maio a fotógrafa Lafa Cac fará uma intervenção igual a um photobooth,onde as pessoas poderão registrar seu amor por alguma coisa ou alguém! as fotos serão enviadas para o face da Kiwi e a pessoa poderá ver depois o resultado.
:: Urca
:: 15h
 
 
Troca Troca de Livros com Contação de Histórias
A Janine Rodrigues do Piraporiando, fará uma intervenção onde cada criança é convidada a levar um livrinho usado para a feira. Lá chegando, é estimulada a contar uma historinha e após isto pode escolher por qual livro da feira ela quer trocar o livro dela.
:: Parque de Madureira
:: 14h às 18h30
 
Quem dança seus males espanta
o dançarino Ivaldo da Silva Correia vai
fazer uma apresentação solo de Jazz, assim, quem estiver passando pelo Parque Garota de Ipanema vai ter uma feliz surpresa.
:: Parque garota e ipanema
:: 10h

Karaokê BG
O Karokê BG é o lugar certo para você colocar sua voz no mundo. Se liberte do chuveiro e vem para a praça do do Baixo Gávea soltar sua voz no melhor espírito "pra todo mundo cantar junto".
:: Praça Santos Dummont, Baixo Gávea
:: Das 20h às 10h

Gniyllub
Como parte do festival 100 e 1 dia Rio, no dia 4 a Letícia Novaes da banda Letuce estará espalhando elogios por ai. Na verdade vai muito além disso:
Gniyllub é Bullying ao contrário, e a performance visa elogiar estranhos, não apenas por questões visuais ou estéticas, mas utilizando frases de incentivo e estímulo no geral. O objetivo é dar mais confiança e coragem aos cariocas.
:: Quinta da Boa Vista
:: 16h às 18h

TransverAcidade
O coletivo trô pitantes composto por Tiago St. e Matheus Assunção convida os cariocas no dia 4 de maio a transver a cidade através de desenhos, colagens, fotografias e poesias expostas em caixotes de madeira em uma praça da cidade. A intervenção tem como objetivo expor um olhar diferente sobre a nossa cidade e e as pessoas que vivem nela retratadas em ilustrações. Colagens feitas em quadrinhos com poesia concreta e fotografias de coisas ou pessoas do nosso dia dia chamando as pessoas para olharem com outros olhos as simples coisas da vida. A intervenção também contará com um varal de poesias de nossa autoria onde as pessoas poderão passar e pegar uma poesia ou deixar uma mensagem ou que bem quiserem.
:: Lapa
:: 12h


Bem me quer
A Perestroika vai as ruas alegrar a vida dos cariocas, através da distribuição de flores para garotas e garotos de Ipanema.  Essas flores serão feitas por crianças durante uma oficina promovida pela escola.  A ideia é o seguinte: durante um semestre serão coletados livros para a criação de uma biblioteca para uma creche carente.
No dia da entrega dos livros, será feita uma oficina com as crianças para a produção dessas lindas rosas a serem entregues. Uma flor  nunca ajudou tanta gente :)"
:: Ruas de Ipanema/ ao redor da Praça Nossa Senhora da Paz

Por um Rio musical
Sabe aquela sensação de estar em um lugar ao ar livre, com um ótimo ambiente e uma paisagem incrível e pensar: “só faltava uma musiquinha pra ficar perfeito”? Desse pensamento surgiu a ideia do "Por um Rio Musical", projeto desenvolvido pela Interessa para a Lev e a Rádio Ibiza que pretende levar um pouco de trilha sonora para os diversos cantos do Rio de Janeiro. Uma Lev, uma caixa de som e uma playlist customizada pela Rádio Ibiza fazendo a identidade sonora de diferentes paisagens da cidade. No dia 4 de maio a bike customizada estará rodando a orla da cidade espalhando música e alegria.
:: Orla do Leme ao Leblon

Sobe no banquinho
Sobe no banquinho e diga para a cidade o que você mais ama nela e qual o seu potencial de transformação! Vamos fazer essa mensagem chegar do outro lado da cidade com nosso megafone!
:: Rua Siqueira Campos, próximo a estação do metrô.
:: 14h às 16h

Pitacoteca
"Se você pudesse deixar um conselho pro mundo, qual seria? ""Viva um dia de cada vez""? "" Pense antes de agir""? ""Usar pasta de dentes pode prevenir até 12 problemas bucais""?
Bom, é isso que a Pitacoteca quer: sua contribuição para a vida da gente. Ela é um projeto que consiste basicamente em fotografar conselhos com uma câmera instantânea- desde o mais simples até a mais pura nata da filosofia. Sem julgamentos, sem autocritica excessiva. Só love.
O projeto, que até hoje conta apenas com conhecidos da autora, está pronto pra crescer: a partir dia 4 de maio serão fotografados anônimos. Pode ser você, o seu vizinho, o presidente, o mendigo.
A estreia dessa nova fase vai acontecer no dia 4 de maio, como parte do projeto 100 em 1 dia Rio. As fotos serão feitas na Rua Dias da Cruz, no Méier - afinal, um pouquinho de subúrbio não faz mal a ninguém. Esperamos você lá!
:: Rua Dias da Cruz, Méier
:: 15h

FlashMob Voltz
O Voltz Parkour , fará performance de esportes  urbanos radicais na Lagoa.

Galeria de Arte do Borel / Boreart
No dia 4 de maio a boreart  abrirá suas portas para o festival. O projeto BoreArt, é uma galeria de arte na favela do Borel, onde obras de artistas brasileiros, são expostas em paredes dentro de 4 casas do Borel, na rua nova, no Barranco.
:: Morro do Borel local conhecido como Barranco Rua Nova<br>
:: 10h às 15h

Não Saio Daqui Porque
'Não Saio Daqui Porque' busca estimular o vínculo das pessoas com o espaço onde elas vivem. Pensando nas paredes como meio de comunicação urbano, na expressão desse vínculo contida nas pessoas e influenciados pelo trabalho da artista americana Candy Chang (www.candychang.com), desenvolvemos o "Não Saio Daqui Porque". Ao propor que as pessoas preencham esse questionamento em uma parede de grande visibilidade, acreditamos acender uma reflexão coletiva, reforçando a união e a ideia de comunidade. Ao redirecionar olhares para opiniões, as opiniões redirecionam olhares.
:: Rua Pacheco Leão, Horto. 
:: 11h

Que ônibus passa aqui?
Através de adesivos vamos sinalizar quais linhas de ônibus passam nos pontos de ônibus sem tal sinalização.
:: Méier
:: 13h


"Yarn bombing"
Intervenções com crochê em lugares públicos. A ideia é ocupar a cidade com cores e texturas de maneira divertida e lúdica. Deixar a cidade mais bonita e humana. Cidade para pessoas, cidade com vida! 
:: Praça Xavier de Brito - Tijuca
:: 10h

Siga a trilha
Fazer intervenções nas trilhas do Rio sinalizando o caminho para as cachoeiras e mirantes.
:: Trilha | Cachoeira dos Primatas ( R. Sara Vilela, 83 - Jardim Botânico)
:: 8h

Parque das Ruínas
No dia 4, o Parque das Ruínas cede o seu espaço para abrigar atrações de música e oficinas dedicadas a crianças.
:: Rua Murtinho Nobre, 169 - Santa Teresa
:: 10h

Tupiniquim na Praça
No dia 4, teremos a festa Tupiniquim na Praça. Para quem não conhece, a festa é dedicada a música brasileira e tem a Barrra da Tijuca como casa. O clima é leve e abraça o público, que dança, pula e vibra em descontração sincera.
:: Praça das Rosas, Barra da Tijuca
:: 16h às 22h

Desenha comigo
No dia 4, a orla vai ganhar mais uma atração, com papel craft e giz de cera todas as crianças serão convidadas a desenhar e se divertir.
:: Copacabana, posto 6
:: 10h

Bloquete "Não Interdita Minha Mangueira"
O Bloquete é um Bloco de rua alternativo, com enfoque em música eletrônica e na cena alternativa/fashion carioca.
:: Rua do Resende, número 82 (em frente ao club La Paz) - Lapa
:: 14h às 20h

Calligraffiti
No dia 4 de maio,  Ângelo Martins e seus amigos irão fazer uma intervenção de arte. Serão feitos pintura em painéis de madeira.
:: Praça São Salvador
:: 16h

Customização com papel
A Betina Sanches fará sua intervenção através da customização da cidade com papéis: Flores, fitas e móbiles para colorir os nossos lugares.
:: Rua General San Martin 
:: 11h

Vem Brincar na Rua!
A proposta da intervenção é resgatar as brincadeiras e brinquedos antigos de criança, aquelas na rua, ao ar livre e que possibilitavam maior integração entre as crianças. Entre as brincadeiras, estão previstas: Amarelinha, Twister, Peteca, Pular Elástico, Taco, entre outras.
:: Aterro do Flamengo
:: 8h30 às 12h30

ID de Povo-Flor
ID de povo-flor é uma extensão para o espaço público da mais recente série de colagens do Britta. Serão distribuidas máscaras-flor. Trata-se de uma performance livre onde você vive um dia normal da sua vida, só que como flor.
:: Largo do Paço em frente à rua Sete de Setembro, ao lado do Paço Imperial
:: 10h até 15h

I Love Lindy
Não importa se você já dança há anos, se acabou de começar, ou se é apenas um curioso que gosta de ouvir jazz, o I ? Lindy quer reunir todo o tipo de pessoa que tenha paixão por dança ou por músicas dos anos 20, 30 e 40.
:: Lagoa, ao lado do Quiósque Oke Ka Baiana Tem.
:: 16h às 20h

PLANTE COMIDA – HORTA URBANA COMUNITÁRIA
Para participar do festival  A Luiza Barreto boechat e o Thomaz Amadeo irão fazer uma horta urbana comunitaria.
:: Praça Santos Dumont, Gávea
:: 15h

Projeto Namoradeira
Karina Edde e Fabiola Greco criam um ambiente num dos bancos da praça com o intuito de fazer as pessoas sentarem um pouquinho, pra  namorarem umas com as outras e também a nossa cidade maravilhosa.
:: Praça Santos Dumont, Gávea
::10h

GaleRio 1
O Galerio, que visa pintar os 40,4 km da Linha 2 do Metrô e ser uma das maiores galerias de arte urbana a céu aberto do mundo. Vai fazer parte do festival e no dia 4 de maios o Muro de triagem ganha novas pinturas.
Os artistas envolvidos nesses muros são: 
Equipe 1: CRIZ / RAIOS/CETY/BARBA/ MICA/SCRAU/IOGS/GREND/GORDO/X
Equipe 2: EMA/DUIM/MENOR/MANG/NEXT/COMBO/KAJAMAN/BUGão/AILA DIGO
:: Final da Rua Bérgamo, dentro do Bairro Carioca - Triagem.
:: Dia inteiro

GaleRio 2
Em outro local da cidade os artistas do Galerio dão continuidade a sua obra.
Equipe: Metton/Babu/Guga/Muda/Anix/Polon/Tmotz/Tião/Thipan/Donasc
:: Muro sequencial da saída da estação do Metrô de Triagem.
:: Dia inteiro
 
GaleRio 3
Para finalizar a equipe 4 estará mostrando sua arte<br>
Equipe: AIRÁ O CRESPo/ZECO/TICK/KDO/L.ANK/PAKATO/DANTE
DAVI/GAL/JEFF/WARK
:: Muro do aboratório do Exército, em frente ao Metrô de Triagem.
:: Dia inteiro
 
Tour 100 em1 no pedal
Que tal um passeio ciclístico passando pelas intervenções espalhadas na cidade? É isso que o Gabriel Marques da Rocha irá fazer. Se quiser se juntar é só chegar.
:: Do Aterro até o Leblon
:: 10h

De Carioca para Carioca
No dia 4 de maio, 100 pessoas distribuirão gestos de amor pela cidade. Mas e se elas puderem distribuir gestos de amor para outras pessoas? Se você pudesse dar um presente para uma pessoa aleatória, o que seria? É isso que a interessa quer descobrir. No dia 4 de maio, leve um presente aleatório para dar a uma pessoa aleatória, e veja o que essa pessoa aleatória resolveu te dar. Pode ser qualquer coisa: um biscoito Globo, um desenho, um poema, uma foto… vale tudo!
:: Parque do Cantagalo – Lagoa
:: 11h

Roda na Feira da Glória
O Time de Crioulo, estará cantado no "gogó" sambas novos e antigos que dividem espaço com improvisos de partido alto e sambas inéditos atraindo músicos, compositores, fregueses da feira, moradores e vizinhos.
:: Feira da Glória 
:: 12h às 16h

RAMPAQUI
Comandados por Hugo Rapizo e André Almeida, do Simplicidades, o grupo fará um mapeamento crítico de calçadas que deveriam estar com a rampa de acessibilidade para pessoas portadoras de necessidades especiais. Chamando a atenção destes pontos de forma criativa e propositiva.
:: Rua Sacadura Cabral e Venezuela
:: 11h às 14h

Baile Frito do Tuia de Doido
Intervenção artística da banda de música instrumental Tuia de Doido que mistura literatura de cordel com gêneros musicais brasileiros rearranjados para sua formação doida, onde o compromisso da Tuia é não deixar ninguém parado.
:: Praça Glauce Rocha - Santa Teresa 
:: 18h às 22h

Desafio Posto 12 + Limpo
O Desafio Criativo coloca a mão na massa e ajuda na limpeza da praia do Leblon, mais especificamente o Posto 12. Eles organizarão um mutirão no dia 4, e quem quiser chegar está mais que convidado. 
:: Praia do Leblon, Posto 12
:: 15h30

10 bagunças no 100 em 1 - Farm
No dia 4, a Kombi da Farm irá circular pela cidade fazendo pockets shows! Serão 10 "ataques" musicais de 15 a 30 minutos, junto com a banda Bagunço!A intervenção começa cedinho  E dando "Bom dia" para a galera.?
:: Itinerante
:: 10h

Da MENOR Importância / Fabiane Pereira / Simone Mizrahi
Fotografar gestos, pequenas gentilezas cotidianas, sentimentos, objetos e detalhes que de tão intrínsecos no nosso dia a dia não ganham um olhar mais atento. Vamos percorrer a orla com um olhar atento aos detalhes e postar através da criação de um mosaico nossas 100 melhores fotos do site 'Da Menor Importância'. Destas 100, escolheremos 10 que serão postadas tanto no Instagram qto na fanpage do projeto.
:: Orla - Leme até o Leblon
:: 10h às 14h

Cartografia Imaginária
Montar um inventário cartográfico imaginário carioca com a contribuição do público Venha participar deste inventário cartográfico imaginário. O seu mapa carioca vai ser feito na hora e será publicado em um tumblr depois do evento, além de compor um desenho conjunto no final do dia.
:: Santa Teresa
:: 10h

Mega Intervenção Imagina na Copa no 100 em 1 Rio!
No dia 4/5, o Imagina na Copa estará na Praça Santos Dummont promovendo uma série de missões com o objetivo de espalhar alegria, sensibilidade e solidariedade durante o 100 em 1 dia no Rio!
:: Praça Santos Dummont / Baixo Gávea
:: 9h às 17h

Ganhe Uma Bicicleta
"Sorteio de bicicletas por meio de brincadeiras e gincanas no dia do evento. Essa ação tem o principal objetivo de conscientizar a população para o uso benéfico da bicicleta e engajar a comunidade na doação de bicicletas que não estão sendo utilizadas. No dia do evento serão distribuídos flyers sobre os benefícios que as bicicletas trazem para a saúde e o bem estar,como também para a comunidade como um todo. Mapas das ciclovias existentes no Rio
serão distribuidos no dia do evento. A  divulgação do projeto será realizada através das mídias sociais, pelos doadores e pelas lojas que estarão participando do evento. Nosso objetivo é o de arrecadar no minimo 10 bicicletas, o projeto comecará a ser anunciado a partir do dia 15/04/2014. "
:: Lagoa Rodrigo de Freitas, próximo ao Corte do Cantagalo
:: Das 9h às 15h

Perto do Leão Etíope do Méier
O projeto de ocupação cultural de praças no Méier, propõe uma programação quinzenal de apresentações musicais e de outras áreas artísticas que reverenciem, em sua maioria, a cultura negra, fazendo jus à história do bairro do finado Clube do Samba, de João Nogueira.
Perto do Leão Etíope do Méier traz outras roupagens temáticas e estéticas à movimentação cultural do bairro, sutilmente revigorado com a reabertura do Imperator.
O nome do evento é uma referência à história da Etiópia enquanto nação de liderança na resistência anti-colonialista africana.  O objetivo do projeto é agregar diferentes nomes de artistas ao circuito cultural já existente no bairro, oferecendo um espaço para que produções artísticas locais e de outras zonas da cidade possam divulgar seus trabalhos em um local público, em um evento gratuito, com fácil acesso, boa iluminação e seguro.
O evento é realizado, geralmente, a cada 15 dias, podendo ter duas edições no mesmo fim de semana.
A estimativa de público é de 100 a 300 pessoas por ocasião.
:: Praça Agripino Grieco, Rua Dias da Cruz, s/n - Méier
:: 16h à 0h

Dança livre para todos
A proposta consiste em criar um espaço de dança livre para todos dentro do espaço urbano, na Praça Saens Pena, na Tijuca, Rio de Janeiro.
Este espaço será delimitado no chão com uma fita vermelha adesiva removível.
Haverá também como dispositivo da instalação uma caixa de som e playlist de duração de 2 horas, que passa por diversos ritmos e estilos musicais, bem como duas placas anunciando “Dança livre para todos”

Em um formato de flash mob, os performers irão atravessar a praça em diversos momentos e se dirigir em direção a este espaço e iniciar a dança cada um por si.
O espaço de dança é aberto à população no tempo duração da performance e o grupo irá integrar e criar espaço e disponibilidade para que os transeuntes possam se integrar e dançar.
Neste caso específico do festival “100 em um dia” a performance pretende ser realizada pelo grupo inteiro de artistas-alunos da aula de Interpretação (25 pessoas ao total) e demais interessados.
:: Praça Saens Pena
:: 15h30 às 17h30

Seja Horta Nossa
Aproveite este momento para somar suas ideias junto à Horta Nossa.
Este projeto começou em uma noite de sexta-feira, quando quatro amigos chegaram com pás e mudas ao que sobrou da Praça do antigo Ipê. Recebemos muito apoio e algumas plantas vingaram nesta primeira fase da experiência.
Agora se passou um longo verão de estiagem, e com o retorno das chuvas queremos abrir um novo capítulo desta jornada com a ajuda do “Rio 100 em 1 dia” para atingirmos uma maior parcela de pessoas que estejam motivadas para contribuir.
Planejamos neste dia revitalizar o espaço com as seguintes atividades:
- Concerto do banco de bamboo
- Plantar mudas diversas
- Estabelecer um nova organização/distribuição especial da horta
- Roda aberta com interessados para planejar futuros projetos."
:: Marques de São Vicente 110, Praça do Ipê
:: 13h
:: Tragam mudas e ferramentas quem tiver.

Um sonho por um sonho
Quem tal trocar os nossos sonhos ? Eu te dou um sonho,e você me documenta qual é o seu.
:: Praça Saens Pena
:: 16h

MATRIZ ART FEVER
A casa da matriz abre as suas portas no dia 4 de maio, mas dessa vez não é para dançar. A casa terá uma best trick de skate na rua interativo junto com uma exposição de arte da casa da matriz
:: Casa da Matriz

5° piquenique dos desapegos dos bebês e creches parentais da Zona Norte
A intenção do piquenique é oferecer uma opção CONTRA o CONSUMISMO inconsciente e invasor ao qual nós somos submetidos a cada dia. Por isso ao levar seus desapegos, pense se aquilo realmente tem alguma utilidade, se é saudável, se pergunte porque seu filho não uso mais, mas outra criança deve usar? Se você tem interesse em participar de uma iniciativa de compartilhar cuidados ou creche parental, venha conhecer outras famílias com as mesmas ideias!
:: Quinta da Boa Vista
:: 10h às 16h

Correspondências de Amor
Portando uma máquina de escrever, estarei escrevendo cartas de amor as pessoas que estarão atravessando meu caminho.
:: Rua do Catete, em frente ao Museu da República
:: 9h às 13h

Árvore dos Sonhos
Todos estão convidados a visitar a 'Árvore dos Sonhos', de Tamara Ganem. Pendure seu sonho na Árvore, ajude-a a florescer e não deixe que seu sonho adormeça. Com a contribuição de todos a intervenção colorirá a cidade e o interior de cada um.
:: Lagoa Rodrigo de Freitas - próximo ao Corte do Cantagalo e em frente ao restaurante Palaphita
:: 14h às 18h

Mãos à praça
O formigueiro será mais um no grupo dos 100 que no próximo dia 4 semeará ideias e intervenções pela cidade.
Eles estarão na praça Sarah Kubitscheck na N.S. de Copacabana com  ferramentas, materiais e ideias para que juntos pensem  a praça com suas mãos.
Através do Design, disposição e ajuda dos amigos eles irão tornar a praça mais acessível sinalizada e agradável para todos.
Podem se preparar para um dia de muita pintura e construção.
:: Praça Sarah Kubitscheck - Av. Nossa Sra. De Copacabana
:: 11h às 17h

#RioEuTeAmo apresenta "Brota o amor"
Atos de amor não brotam em árvore.
Quem disse?
Nessa ação do #RioEuTeAmo, exclusiva para o 100 em 1, 1000 corações em origami estarão espalhados nos galhos de árvores no Aterro do Flamengo. No interior e cada coração, você pode encontrar uma mensagem, uma dica ou uma pergunta - sempre lembrando de como viver a vida com mais paixão vale a pena.
No dia 4 de maio, passe no nosso bosque e colha um pouquinho de amor.
:: Aterro do Flamengo
:: 9h às 14h

Pássaros de origami
Decorar o Largo da Freguesia e aproveitar o espaço que ainda há árvores e pregar Tsurus, símbolo internacional da paz.
:: Estrada de Jacarepaguá em frente ao 7836
:: 11h

 
Fri, 25/04/2014 - Urca
Bondinho do Pão de Açúcar - by Colaborador TodoRio
A luz da cidade tropical divide-se em dois morros que ligados entre si proporcionam uma vista de 360º de cada canto do Rio, de cada pormenor, de cada peça de puzzle que forma a cidade maravilhosa. 

Sendo um dos principais pontos turísticos da cidade a entrada é por vezes morosa principalmente ao fim de semana. No entanto, há dias de sorte e há quem já tenha conseguido entrar sem nada ter de esperar. O custo do bilhete é compensado pelo que a viagem nos trás e a natureza nos mostra. (R$62- Adultos;R$31 - 6 aos 21 anos). Escolher um dia solarengo, ir à tarde e ficar a ver o pôr-do-sol é algo que não pode faltar quando pensamos em visitar este lugar.

Enquanto esperamos pela descida do Bondinho ressalta à vista os movimentos circulares que fazem andar tão maravilhoso meio de transporte. São cabos de aço que rodam com toda a sua força sobre placas giratórias visíveis para aqueles que possam ter alguma dúvida na segurança do Bondinho. 

Passa-se o ticket pela máquina, as portas abrem e seguimos em direção ao Bondinho. Aquele elevador, tímido, espaçoso, moderno, simpático, branco e preto, todo em vidro onde a paisagem é vista ao pormenor em cada ângulo da sua subida. Quando se entra nesta viagem o tempo passa rápido, é estável, seguro e com uma vista maravilhosa que nos faz querer ficar lá. Quando chegamos ao destino pensamos como se estivéssemos num parque de diversões - vamos andar mais uma vez. 

O primeiro Morro do Pão de Açúcar é o Morro da Urca. Há quem se aventure pelas trilhas e chegue até ele sem passar pelo Bondinho. Já cá em cima a admiração chega pelo enorme espaço que aqui existe. É como se fosse outra realidade, outro mundo, outro Rio. São vários os elementos que nos chamam a atenção. Olhamos para os antigos Bondinhos e gostamos da evolução. Passou-se da madeira ao metal, do retângulo em jeito de eléctrico ao aerodinâmico que existe hoje, de pequeno espaço para muito espaço, do vidro a meio do trem para o vidro total, passou-se do castanho para o preto e branco. Nasceu um novo Bondinho.

Aqui também somos presenteados com enormes jardins com vista para cada lugar que faz parte do nosso Rio. Aqui temos o privilégio de ver do alto as riquezas desta cidade amazónica. Desde o Cristo, Copacabana, a Baía de Guanabara, as ilhas, o Aeroporto, a ponte de Niterói, o Centro do Rio, a Catedral, enfim inúmeras vistas que davam horas de escrita. Ainda neste primeiro morro existem vários bares onde se pode degustar as boas iguarias da cidade maravilhosa. Seja água de coco, açaí, uma bela cerveja ou um picolé tudo refresca a nossa viajem de descoberta destes morros de luz tropical.

Entramos na segunda viagem que nos leva ao morro mais alto do Pão de Açúcar. A sua curva é tão pronunciada que até o Bondxi tem de subir com toda a sua força. Chegamos ao topo e partimos à descoberta. Árvores de beleza tropical, pássaros que sobrevoam os céus em liberdade, caminhos feitos de folhas, mirantes para diversos pontos da cidade, aventura nas descidas e subidas que se fazem na exploração deste morro. Que a aventura continue. Nesta caminhada pela natureza encontram-se várias pessoas de diferentes culturas, países, cidades, namorados, casados, famílias, solitários, fotógrafos e bandeiras. Muitas bandeiras de outros países se usam para fotografar a beleza do Rio com a Bandeira de cada um.  Outros pontos surgem. Próximo do único bar aqui existente, surge o ponto principal onde um mar de gente espera o sol cair. O mais fantástico deste morro é ter, para além desta fantástica vista, a oportunidade de ver animais bem próximos de nós. Pássaros de asas bem abertas com uma velocidade vertiginosa e aves de rapina que abrem asas e nos levam com elas até ao pôr-do-sol tão esperado deste lugar. Um pôr-do-sol que vai cobrindo de luz as colinas desta cidade, que abraça o Cristo e cai junto aos dois irmãos na praia de Ipanema.  Quando ele se escondeu, as últimas viagens de Bondinho se fizeram. Tranquilo lá descia ele de morro a morro com uma saudade que nos deixava ficar diante daquela beleza intemporal que ficaria para sempre recordar.

Olhamos para trás, acenamos com emoção, pois quem vai uma vez ao Bondinho volta lá nem que seja para dizer mais um até já.

 

Por Carina Alentado

- - - 

Portuguesa, apaixonada pelo Rio de Janeiro. Escrever é para ela recordar e fotografar é sua a nova forma de se expressar. Gosta de viver na cidade maravilhosa e das alegrias que as suas paisagens lhe transmitem. A dança e a gastronomia são os seus momentos de descontração. Adora o otimismo com que se fala no Rio. "Valeu" é a expressão que mais gosta de utilizar e agradece todos os dias a oportunidade de aqui ficar.

 
Tue, 22/04/2014 - Cinelândia
Férias no Rio | Biblioteca Nacional - by Colaborador TodoRio

Com um acervo estimado atualmente em mais de 9 milhões de itens. A maior biblioteca na América Latina e a oitava no mundo. Construída no início do século XX Com a vinda da família real para o Brasil, D. João trouxe em torno de 60 mil peças incluindo livros, manuscritos, mapas,.

Um pórtico com 6 colunas que sustentam um frontão ornamentado com figuras em bronze. No saguão, painéis e baixos-relevos em bronze. Gradil de proteção em bronze e corrimão de latão em dourado.

Na entrada, uma clarabóia em vitral colorido

 

por Adriana Ávila

- - -

Gosta de festas, música, dança, teatro e adora viajar. Fotografa cada momento de suas viagens como pode e conta tudo no seu blog. A carioca, que atualmente mora em Recife, veio passar suas férias no Rio e ser turista na sua própria cidade. 

 
Tue, 15/04/2014 - Cinelândia
Férias no Rio | Museu Nacional de Belas Artes - by Colaborador TodoRio

Um incrível espaço de 15.000 m² de pura arte. Um prédio de estilo eclético do final do século XIX. Inaugurado em 1908.

O prédio do Museu Nacional de Belas Artes foi construído no início do século XX com a intenção de abrigar a Escola Nacional de Belas Artes e uma pinacoteca formada com as obras trazidas da Europa por D. João VI. E em 1938, foi inaugurado o Museu Nacional de Belas Artes com a finalidade de abrigar coleções artísticas nacionais.

O passeio já começa assim! Repare a calçada da entrada. Um mosaico deslumbrante. E no primeiro passo além da porta. Eu que adoro um piso, imagine meu encantamento antes mesmo de começar a andar neste belo lugar. Foi um dos lugares mais incríveis que já visitei!!!

Óleo sobre tela Invocação à Virgem - Victor Meirelles, 1898. E agora começa nosso passeio, meu e seu, por um mundo de belas artes. Cada porta é um mundo, um estilo, uma época. Fiquei fascinada!

"A Arte de Cavalcante"
Exposição temporária. São 114 trabalhos do ilustrador carioca Paulo Cavalcante. Ilustrações em nanquim, esboços inéditos, objetos-esculturas e telas.

Que tal estas três caricaturas?? Roberto Carlos, Rita Lee e Romário.

"A Primeira Missa no Brasil", 1948
Candido Portinari

Produção fac-símile do original.
(Fac-símile = cópia ou reprodução exata da edição original. Incluindo escala, fontes de letras, diagramação e ilustrações) O Museu Nacional de Belas Artes recebeu doação de 205 obras de Candido Portinari que formaram herança do único filho do artista. O MNBA é o museu público com o maior número de obras do artista. Com 243 ao total. O museu empresta, por ano, mais de 200 peças de seu acervo.

Galerias das moldagens em gesso
Predominando as de esculturas clássicas-romanas.

O primeiro conjunto de moldagens chegou em 1837, quando ainda era a Academia Imperial de Belas Artes. Você não precisa ir a Paris para conhecer uma das mais famosas peças do Museu do Louvre. Basta visitar o MNBA, no Rio de Janeiro, para ver a Vitória de Samatrácia. Uma escultura de autor desconhecido encontrada em 1863. Uma obra inspirada na deusa Nice, dos náufragos e dos combatentes navais.

"Batalha dos Guararapes", Victor Meirelles, 1879
Obra encomendada pelo Governo Imperial em 1879. Para expor na Exposição Geral da Academia Imperial das Belas Artes.

E foi assim que fiz este passeio. Pisando, observando, apreciando e me encantando com tanta arte!! Simplesmente, encantada. Se você tiver oportunidade, visite!

 

por Adriana Ávila

- - -

Gosta de festas, música, dança, teatro e adora viajar. Fotografa cada momento de suas viagens como pode e conta tudo no seu blog. A carioca, que atualmente mora em Recife, veio passar suas férias no Rio e ser turista na sua própria cidade. 

 
Thu, 10/04/2014 - Praça Tiradentes
Real Gabinete Português de Leitura - by Colaborador TodoRio

O Rio de Janeiro continua lindo e no centro desta maravilhosa cidade, surge uma história em cada lugar por onde se passa. Aqui no Rio, os traços da cultura Portuguesa existem e vivem entre paredes antigas recheadas de conhecimento.

O Real Gabinete Português de Leitura, fica próximo da Praça Tiradentes num beco bem recolhido, onde se distingue como um monumento branco que é sinônimo de literatura e bom gosto arquitetónico. Aqui, sente-se Portugal no Brasil e toda a sua beleza vai de encontro aos lindos monumentos que tão próximos se encontram deste local (Theatro Municipal, Biblioteca Nacional, Catedral). Este espaço, de beleza arquitectónica extrema foi proveniente de um grupo de 43 emigrantes portugueses que queriam criar uma biblioteca para aumentar o conhecimento e as oportunidades na cidade maravilhosa.

A entrada é franca e basta deixar o nome para entrar. A vontade de fotografar assume-se e entre imagens e vídeos lá se vai tentando captar a alma que vive neste lugar. Portas trabalhadas, lindos lustres, tetos com desenhos e chão com contornos de diversas cores. Enfim, um mar de poesia e literatura que borda os contornos de arquitectura manuelina que aqui marcam presença.

A fotografia surge antes de se entrar no edifício, mantém-se na Sala principal e termina quando as suas portas se fecham. Ficar neste lugar sem fotografar é algo que custa até para aqueles que não se sentem com inspiração. Nesta linda Biblioteca existem peças que a tornam única. Uma estrutura tão imponente que faz sentir o peso da História que por aqui passou.

Olhando para cima surge um enorme vitral, onde a luz passa e deixa toda a iluminação à sua responsabilidade, assumindo-se como um dos centros de beleza visual deste lugar. Junto a ele, um lustre de grandes dimensões e imensa luz ajuda a que a biblioteca seja um local para se estudar, ler, tudo menos falar. Aqui o silêncio é ensurdecedor.

A Sala é quadrada. Com várias mesas presentes de forma organizada. Rodeada de milhões de livros que a percorrem em cada parede, paredes essas forradas de cultura portuguesa e obras literárias raras. Nesta biblioteca está presente uma obra que é tão bem estudada em Portugal e no mundo - a edição "prínceps" de "Os Lusíadas".

Ao fundo e em frente encontramos um imponente busto - Luís de Camões – um dos mais importantes poetas de Portugal.

Aqui tudo parece grande como se entrássemos num mundo irreal de paisagens de outrora, de cultura infindável e de uma nobre missão de ajudar e disponibilizar democraticamente todos os livros ao povo.

Com uma luz bem definida surge uma porta para o centro do Rio. A porta de saída desta biblioteca de Camões é difícil de passar pela quantidade de informação que queremos ficar e não esquecer. Passando por ela, há sempre uma coisa com que vamos ficar – A saudade do antigo e da literatura portuguesa que enriquece a história do nosso Rio de Janeiro e deste lugar.

Por Carina Alentado

- - - 

Portuguesa, apaixonada pelo Rio de Janeiro. Escrever é para ela recordar e fotografar é sua a nova forma de se expressar. Gosta de viver na cidade maravilhosa e das alegrias que as suas paisagens lhe transmitem. A dança e a gastronomia são os seus momentos de descontração. Adora o otimismo com que se fala no Rio. "Valeu" é a expressão que mais gosta de utilizar e agradece todos os dias a oportunidade de aqui ficar.

 
Tue, 08/04/2014 - Cosme Velho
Férias no Rio | Cristo Redentor - by Colaborador TodoRio

Saídas de 20 em 20 minutos. Velocidade, 15 km/h. Passeio numa locomotiva elétrica mas ambientalmente correta. Pertence ao Parque Nacional da Tijuca.

Que tal pegar o Trem do Corcovado e subir o Morro do Corcovado pela centenária Estrada de Ferro Corcovado e visitar o Cristo Redentor uma das Sete Novas Maravilhas Do Mundo Moderno? O monumento é a imagem brasileira mais conhecida mundialmente. 

Ou você chega e tem filas quilométricas ou nem tem fila, como hoje!! Eitaaaaa, sorte!! (Agendamentos e compras online)

O Trem do Corcovado sendo elétrico, não polui e assim preserva a Floresta da Tijuca. Vamos começar o passeio mais antigo do país?? O Trem do Corcovado foi inaugurado em 1884 pelo Imperador D. Pedro II. Sem contar que o passeio atravessa a maior floresta urbana do mundo: o Parque Nacional da Tijuca, um pedaço de mata atlântica.

Não tem como não se arrepiar e se emocionar com a subida e na sua frente a vista dessa Cidade Maravilhosa!!

Ok, ok! O dia tá nublado e não tem como ver nitidamente a cidade. Mas, quem tá ligando pra isso??

Ferrovia com 3.800 metros. A estrada de ferro do Corcovado foi a primeira ferrovia eletrificada do Brasil. Inaugurada em 1884 por D. Pedro II. É mais antiga do que o monumento do Cristo Redentor, que por sinal foi o trem que durante 4 anos transportou as peças do monumento.

Na época o trem a vapor foi considerado um milagre conseguir percorrer a linha férrea num terreno totalmente íngreme. Em 1910 os trens foram substituídos por máquinas elétricas e mais recentemente, em 1979, foram trazidos da Suíça este modelo atual, sendo mais moderno e seguro.

20 minutos depois ... Tá nublado? Tá chovendo? Tá ventando muito? Mas, quem se importa??

Bem vindos!!

O Cristo Redentor, símbolo da cidade do Rio de Janeiro, foi inaugurado em 12 outubro de 1931. E eleito numa votação realizada pela internet entre 21 monumentos de todo o planeta, como uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno.

São 38 metros de monumentos e 710 metros do Morro do Corcovado. No ano 2000 recebeu nova iluminação e em 2002 elevadores panorâmicos e escadas rolantes. Localizado no coração da cidade e dentro da maior floresta urbana do mundo replantada pelo homem.

A construção do Cristo Redentor foi erguida em concreto armado e revestida de um mosaico de pedra-sabão originária de Minas Gerais.

por Adriana Ávila

- - -

Gosta de festas, música, dança, teatro e adora viajar. Fotografa cada momento de suas viagens como pode e conta tudo no seu blog. A carioca, que atualmente mora em Recife, veio passar suas férias no Rio e ser turista na sua própria cidade. 

 
Fri, 04/04/2014
Roteiro de Fim de Semana: Cazuza na cabeça - by Joana Medina

Sexta-feira, 4 de abril, aniversário de Cazuza. Em homenagem a esse ícone da música brasileira, o roteiro de fim de semana chega com as melhores noitadas da agenda carioca. Afinal, ninguém fazia uma festa como ele. Vida louca, vida breve, Cazuza é inesquecível! 

 

Sexta-feira, 04

 

Confira a agenda completa

 

Sábado, 05

 

Confira a agenda completa

 

Domingo, 06

 

Confira a agenda completa

 
Wed, 02/04/2014 - Benfica
Mesa Santa no CADEG - by Joana Medina
Mesa Santa é o novo festival gastronômico do Mercado Municipal do Rio - CADEG. Entre os dias 4 e 13 de abril, os sabores da Páscoa servem de inspiração para os menus dos noves restaurantes participantes. Receitas de peixes, frutos do mar, massas, risotos e caldeiradas, harmonizadas com vinhos em taças ou garrafas, dependendo do prato, foram escolhidas especialmente para o festival.

Para complementar o evento, o público ainda encontra produtos vendidos a preços especiais, palestras (05/04 de 10h às 13h e 12/04 de 10h às 14h) e workshop de degustação de vinhos com Nei Passos (08/04 às 17h e 10/04 às 11h) no auditório do CADEG.

 

Participantes:

 

Costelão do CADEG

Bacalhau Lusitano + Duas taças de vinho tinto argentino La Linda Malbec
:: posta de bacalhau na brasa, salteado de legumes filetados puxados no alho e azeite, azeitonas pretas e arroz de brócolis
:: Serve duas pessoas
:: R$ 99

 

Corujão do CADEG

Cherne à moda + taça de vinho branco Miolo Reserva Chardonnay
:: cherne posta ao molho de camarão, acompanha salada de alface, tomate, cebola, palmito, azeitona e batata calabresa.
:: Serve uma pessoa
:: R$ 38

 

Empório Gourmet Show

Arroz à Moda Nill + Garrafa de vinho Fausto Merlot 2011
:: arroz, lula, polvo camarão, açafrão, tomate e brócolis.
:: Serve duas pessoas
:: R$ 114,80

Mix Taça Santa 42 peças + Garrafa de vinho Perini Osaka Sushi Wine
:: R$ 104,80

 

Brasas Show

Moranga à Moda Brasas + Garrafa do vinho Clara Benegas Chardonnay 2012
:: molho vermelho com camarão e requeijão na abóbora moranga
:: Serve duas pessoas
R$ 129,80

Batata Rostie à Moda Show + garrafa do vinho Casa Silva Colección Sauvignon Blanc 2012
:: nos sabores: bacalhau com cebolas e azeitonas ou camarão com catupiry
:: Serve duas pessoas
:: R$ 109,80

 

Espetáculo

Caldeirada Espetáculo + Garrafa do vinho Torreon de Paredes Sauvignon Blanc Valle de Rengo
:: camarão, lula, polvo e peixe emmolho condimentado. Acompanha pirão e arroz.
:: Serve duas pessoas
:: R$ 114,80

 

Barsa

Frigideira de Bacalhau + Garrafa de Los Vascos Chardonnay
:: lascas de lombo de Gadus Morhua refogado e salteado no azeite com cebola e azeitonas portuguesas, pimentão amarelo, tomate em tiras, ervas frescas e arroz de brócolis.
:: Serve duas pessoas.
:: R$ 146

Santo Risoto + garrafa de Anakena Sauvignon Blanc 2012
:: arroz arbóreo refogado com haddock trabalhado em vinho branco e fundo de legumes, finalizado com camarão e aspargos frescos.
:: Serve duas pessoas.
:: R$ 158

 

Gruta São Sebastião

Badejo à Lisboeta + taça de vinho Sauvignon Blanc Estate Collection Reserva 2013 + uma Rabanada Portuguesa de sobremesa
:: filé de badejo grelhado, molho de manjericão, palmito grelhado, banana da terra grelhada e arroz de açafrão.
:: Serve uma pessoa
:: R$ 59

Bacalhau Trasmontana + duas taças de vinho tinto Trumpeter Malbec 2012 + duas Rabanadas Portuguesas de sobremesa
:: posta grelhada no azeite, batatas portuguesas, cebola e alho em lascas, azeitonas pretas e ovos cozidos.
:: Serve duas pessoas
:: R$ 99

 

Empório Quintana

Penne ao Molho de Pêra + taça de vinho branco Casa Valduga Premium Chardonnay
:: com camarões e pimenta rosa na cama de abóbora.
:: Serve uma pessoa
R$ 38,90

 

Café Dellas

Arros mar em festa + taça de vinho Santa Ema Select Terroir Chardonnnay 2013
:: camaroões, lulas e peixes salteados na manteiga de ervas cozidos com arroz de açafrão.
:: Serve uma pessoa
:: R$ 32


* não nos responsabilizamos por mudanças nos preços

Map
TodoRio.com © 2014 . Terms of use . Privacy policy . Notifications